Rua Joaquim Murtinho, 2080 - Itanhangá Park - Campo Grande / MS
(67) 3211-4200 / (67) 99994-5309 / (67) 98437-4820 / (67) 99851-8959 / (67) 99193-4428
ampliar

Várias partes e sistemas de um veículo são vulneráveis às mudanças climáticas, principalmente em relação às alterações mais bruscas de temperatura. Mesmo em um país tropical como o nosso, é válido conhecer quais são os cuidados com o carro no inverno. O inverno de 2021 está mostrando para vários Estados que esses cuidados devem ser seguidos. E alguns deles valem também para as motos.

Em algumas localidades, os termômetros baixam o suficiente para gerar reações no funcionamento de um automóvel. Por isso, é necessário investir em medidas preventivas, pois ninguém gosta de vivenciar panes repentinas no trânsito ou na hora de sair da garagem.

Neste conteúdo, reunimos 9 dicas para você aplicar nos cuidados com o carro na estação mais fria do ano.

1. Revise o aquecedor (AR QUENTE)  do seu veículo

Uma situação clássica dessa época é o motorista e os passageiros adoecerem após utilizar o aquecedor. Isso ocorre porque, na maior parte do ano, as pessoas não ligam esse sistema — esquecem que ele existe. Afinal, não precisamos do recurso, pois o Brasil é um país quente. Mas, durante o inverno, é comum a temperatura despencar, especialmente no Sul e em algumas áreas do Sudeste.

Nessa época, lembramos de acionar o aquecedor que ficou parado há muito tempo. No entanto, durante o período de inatividade, ele acumulou fungos, bactérias e poeira que podem transmitir doenças respiratórias aos ocupantes. Portanto, assim que o frio chegar, procure uma oficina para higienizar esse sistema e evitar o problema.

2. higienização interna

Durante o inverno é normal utilizarmos o veículo com os vidros fechados, sem troca do ar. Para prevenir de doenças respiratórias o ideal é fazer higienização interna do veículo antes do inicio da estação. Existem empresas especializadas nesse segmento que podem deixar o veículo preparado para enfrentar a estação e não comprometer a saúde dos ocupantes.

3. Garanta o bom funcionamento das luzes

No inverno, é comum ter neblinas nas ruas e nas estradas, o que representa riscos por causa da baixa visibilidade. Portanto, veja se toda a parte de iluminação  estão funcionando corretamente, pois elas são indispensáveis para você enxergar a rodovia e alertar os outros condutores sobre a presença do seu automóvel.

4. Cuide dos pneus do carro no inverno

Assim como no calor, os pneus são propícios a mudar de pressão no frio. Por isso, é importante monitorar a calibragem desses componentes para garantir sua eficiência. Não há necessidade de mudar a forma de encher os pneus, é só conferir a calibragem dos dianteiros, os traseiros e o estepe respeitando os valores indicados pela montadora do veículo.

Além disso, há o fato de que o inverno gera neblina e camadas de gelo nas estradas, particularmente na região Sul. Portanto, guie com cautela para evitar derrapagens e danos na estrutura dos pneus.

5. Tenha cuidado ao dar partida no automóvel

Você aciona a chave, o motor gira mas não pega. Isso ocorre porque temperaturas baixas prejudicam a partida de alguns veículos, principalmente  motores movidos a álcool.

É por isso que alguns automóveis vêm com aquele “tanquinho”, que funciona como um reservatório para gasolina a fim de facilitar esse processo. Caso o seu modelo não tenha esse reservatório, veja se funciona com partida a frio — em que os bicos injetores são aquecidos para facilitar a vaporização do etanol.

Importante! Não se deve utilizar o “tranco” para tentar colocar o veículo em funcionamento.

6. Fique atento ao limpador de para-brisa

Borracha mais temperatura baixa e exposição ao sol resulta em ressecamentos. E palhetas ressecadas fazem barulhos, não limpam o para-brisa e riscam o vidro. A recomendação é trocá-las sempre que notar vibrações ou falta de eficiência na limpeza do vidro. Por fim, mantenha o reservatório de água do limpador sempre cheio para garantir higienizações em momentos de emergência.

7. Use a bateria com cuidado

A bateria tem grandes chances de arrear no frio, pois as baixas temperaturas comprometem as reações químicas no seu interior, dificultando a geração de energia do carro. Afinal, esse clima faz com que ela se esforce mais para funcionar com eficiência.

Portanto, a recomendação é fazer inspeções regulares e seguir o cronograma de revisões para garantir o bom desempenho da bateria. Evite dar partida com luzes e acessórios ligados para poupar energia. Procure um eletricista e faça um teste sobre as condições da bateria do seu carro no inverno, é uma forma de evitar paradas indesejadas.

8. Sistema de arrefecimento

Dependendo da temperatura o líquido de arrefecimento pode congelar, isso vai prejudicar o funcionamento e pode trazer sérios danos ao motor, portanto é importante que o líquido esteja com a quantidade de aditivo indicado pela montadora do veículo. A substituição do líquido de arrefecimento deve ser feito regularmente no período recomendado pela montadora.

O sistema aditivado nas proporções corretas diminui o ponto de congelamento do líquido evitando surpresas desagradáveis ao tentar colocar o veículo em funcionamento.

9. Leve o seu veículo para uma oficina

Se você tem um mecânico de confiança, leve o seu veículo para fazer a manutenção preventiva regularmente. Ele é capacitado para fazer avaliações e consertos em peças, em componentes e em sistemas danificados por conta do frio ou pela utilização excessiva do veículo.

Quando realizadas de forma regular, as revisões evitam gastos causados por itens avariados, como o rompimento da correia dentada do motor, que entorta válvulas e deixa o veículo inativo por um bom tempo.

Portanto, mesmo que gere um custo inicial, é essa precaução que fará com que você economize e cumpra o objetivo mais importante: favorecer a sua segurança e a de terceiros (ocupantes, pedestres e outros motoristas).

E então, o que achou das dicas de cuidados com o carro no inverno? Ao colocá-las em prática, você garante a conservação e o funcionamento do seu automóvel durante a estação mais fria do ano. Portanto, não perca tempo e pratique logo essas ações preventivas para garantir um bom funcionamento nas estradas e evitar acidentes.

Se você achou este material útil e quer enriquecer o seu conhecimento sobre cuidados automotivos, entenda por que é importante fazer a manutenção preventiva do seu carro.